O que é Presbiopia?

A Presbiopia nada mais é que a famosa “vista cansada” e atinge a todas as pessoas acima de 40 anos. Trata-se da perda da capacidade de focar objetos muito próximos. Os primeiros sintomas são problemas para enxergar letras pequenas em livros, bulas de medicamentos e até mesmo mensagens em celular.  A pessoa começa a afastar estes objetos para facilitar a leitura, ajustando a distância de foco. Interessante notar que as pessoas com miopia e alguns tipos de astigmatismo, por terem naturalmente o foco ajustado para perto e um embaçamento da visão de longe, continuam mesmo após os 40 anos com a capacidade de ler sem dificuldades, quando tiram os óculos. Isto não quer dizer que estas pessoas não estão com presbiopia. Trata-se apenas de uma vantagem óptica decorrente do grau negativo que apresentam. No entanto, mesmo estes míopes começam a perceber após os 40 anos que com os óculos para longe já não têm mais a mesma facilidade de leitura, tendo que tirá-los para conseguirem ler de maneira confortável. Isto já é um sinal da presbiopia, que afeta todas as pessoas. Os hipermétropes, por já terem um tipo de grau que prejudica a visão de perto, são os mais sintomáticos. Assim, nestas pessoas o grau de hipermetropia se soma a presbiopia e os óculos multifocais se fazem totalmente necessários para poderem desempenhar usas atividades do dia-dia.

Quais as causas da Presbiopia?

A principal causa é a perda da elasticidade do cristalino. Como uma lente convergente natural do olho, sua forma é alterada pela ação dos músculos ciliares. Quando os músculos ciliares se contraem, os ligamentos zonulares relaxam e a forma do cristalino se altera, fazendo com que ele se torne mais positivo ou convergente, ajustando o foco para perto.  Os músculos ciliares continuam funcionando normalmente, mas o cristalino após os 40 anos não responde mais a sua ação por perda da elasticidade.  Após os 50-55 anos, o cristalino muitas vezes começa a ter também alterações  difusas de transparência  com opacidades nucleares e corticais. Estas alterações são compatíveis com catarata em grau leve ou inicial, que diminui a qualidade de visão.

Sintomas da Presbiopia

– Dificuldades para ler letras muito pequenas em livros, receitas e celulares. A pessoa começa a afastar estes objetos para melhorar o foco. Os míopes e astigmatas começam a tirar os óculos para ler de perto.

–  A presbiopia pode vir seguida também de dores de cabeça, fadiga ocular e visual à medida que o problema avança, o que torna as atividades ainda mais difíceis de serem executadas. Muitas vezes, os pacientes também referem sono quando leêm.

Tratamento da Presbiopia

Se você ou alguém da sua família está com problemas como os sintomas de presbiopia — visão desfocada ou dificuldade em focar objetos próximos — consulte o seu oftalmologista.

Atualmente existe três tipos de tratamento: o uso de óculos, lentes de contato ou cirurgia.

No caso do uso de óculos, se a pessoa não tiver grau para longe, eles só serão necessários para a leitura. Por este motivo, este tipo de óculos é conhecido como “óculos de leitura”. Às vezes, mesmo que a pessoa não tenha grau para longe, pode ser preferível óculos multifocais para evitar o desconforto de tirá-los e colocá-los várias vezes ao dia. Os hipermétropes vão obrigatoriamente precisar de óculos multifocais, para que se corrija o grau de longe e de perto adequadamente, e também para que se proporcione visão intermediária. Os míopes e alguns astigmatas podem também precisar dos óculos multifocais, para evitar a necessidade de tirar os óculos a fim de melhorar a visão de perto.

As lentes de contato funcionam da mesma maneira que os óculos, existindo as multifocais e as monofocais. As monofocais geralmente requerem que se ajuste o olho dominante para longe e o olho não dominante para perto.

Existem também opções cirúrgicas que podem corrigir o problema. A mais comum é a cirurgia refrativa a laser. Uma das técnicas consiste não correção do olho dominante para longe e o não-dominante para perto. Outra possibilidade é a facectomia com implante de lente intraocular, mas este caso é mais indicado para pessoas com opacidade difusa, nuclear ou cortical do cristalino, mesmo  estágios iniciais de catarata, desde que sejam avaliados e compreendidos os riscos, sendo estes considerados baixos e aceitáveis. Estes procedimentos, tanto o laser quanto a facectomia com implante de lentes intraoculares, costumam proporcionar uma imensa satisfação aos pacientes.

Como é a Cirurgia da Presbiopia

Tanto a cirurgia refrativa a laser quanto a facectomia com implante de lentes intraoculares são procedimentos rápidos e seguros, e apresentam um pós operatório muito tranquilo. São necessários colírios antibióticos, anti-inflamatórios, lubrificantes e alguns medicamentos via oral.  Indica-se repouso relativo, evitando atividades fisicas intensas e coçar os olhos.  A cirurgia refrativa a laser é realizada bilateralmente no mesmo dia. A facectomia com implante de lentes intraoculares é feita em dias diferentes, podendo ter um intervalo de 2 a 7 dias.

Indicações

Uma vez que a presbiopia torna-se sintomática, a correção faz-se necessária. Geralmente, óculos são prescritos, porém as lentes de contato ou mesmo a cirurgia podem ser a primeira opção. Exames complementares são muito importantes para o planejamento de lentes de contato ou cirurgia.

Perguntas Frequentes

A Presbiopia pode aparecer em pessoas jovens?

Não. Pessoas mais jovens podem ter sintomas semelhantes a presbiopia quando são hipermetropes com ou sem astigmatismo associado. Algumas pessoas também podem experimentar dificuldades da visão de perto, entre 36-40 anos. Estes casos também estão geralmente relacionados a hipermetropia.

A Presbiopia pode ser diagnosticada em casa?

Os primeiros sintomas da presbiopia são facilmente notados, como a dificuldade para ler letras pequenas, mas somente um oftalmologista poderá confirmar e já iniciar o tratamento adequado ao grau de presbiopia que o paciente se encontra.

Presbiopia tem cura?

Como a presbiopia é uma condição natural do envelhecimento, consequentemente ela não tem cura. Porém com o diagnóstico precoce é possível amenizar os impactos negativos da mesma. Geralmente recomenda-se o uso de óculos de grau, o que já consegue estabilizar os sintomas. Apesar da presbiopia ser muito comum na população, ela também é de fácil tratamento.